domingo, 6 de dezembro de 2015

Cinemando #4 - Ela é Demais

Ano: 1999
Gênero: Comédia Romântica
Diretor: Robert Iscove
Nacionalidade: EUA
Nota: 3/5
Música: Kiss Me - Sixpence None The Richer

Sinopse: Em uma escola secundária de Los Angeles, Zach Siler é o jovem mais popular. Ele namora Taylor Vaughan, uma rica esnobe que é bastante badalada. Quando Taylor dispensa Zach para ficar com Brock Hudson, um ator de televisão de terceira categoria, Zack aposta com um amigo que qualquer garota que ele namore se tornará a rainha do baile. A escolhida é Laney Boggs, que é estranha e inacessível, e Zack só tem seis semanas para conquistá-la e modificá-la. Esta tarefa se mostra bastante difícil mas gradativamente Zach se envolve com Laney, que agora se mostra muito mais bela.
   
E aí? Bora cinemar?

 Você fez uma aposta com seus amigos, conquistaria e transformaria a menina mais desajeitada da escola, mas acabou por se apaixonar por ela, e agora? Continuaria a aposta só para mostrar que é o cara?
  E vocês meninas, se descobrissem que fazem parte de uma aposta desse tipo, o que fariam? Ficaram com ele só porque ele é o Fred, do Scooby-Doo?
   Quando vi uma reportagem de que, “Ela é Demais”, uma comédia romântica da década de 90 - que eram e sempre serão as melhores do gênero -, fosse ganhar um remake corri para reassisitr esse clássico, ele me fazer voltar ao passado de quando eu tinha tempo para assistir Sessão da Tarde (Bons tempos...).
   Em “Ela é Demais” podemos rever Paul Walker e ver uma fase bem antiga do Freddie Prinze Jr. e da Anna Paquin.
   Em certas momentos o filme era tão maçante e monótono, alongavam cenas sem muita importância, era como se não soubessem o que colocar para completa-lo o que deixou a desejar um pouco da história.
  Um ponto muito ruim do filme é a presença do machismo, sugerindo que o caminho para a felicidade feminina passa pela maquiagem, salto alto e poder de sedução. Mesmo assim o filme passa um ensinamento, de que, qualquer menina pode ser “a rainha do seu próprio baile”.
   O final é um dos mais engraçados, pois não termina com o casalzinho se beijando, e sim com ele cumprindo a aposta, sem falar na música que é perfeita. A dúvida que fica no ar é: Será que ele se apaixonou por ela, porque mudou fisicamente ou porque ele a conheceu de verdade?

Trailer: