segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Cinemando #09 - A Família Bélier



Ano: 2013
Gênero: Comédia
Diretor:  Eric Lartigau
Nacionalidade: França, Bélgica
Nota:4/5
Música: Je vole- Michel Sardou



Sinopse: Paula (Louane Emera) é uma adolescente francesa que enfrenta todas as questões comuns de sua idade: o primeiro amor, os problemas na escola, as brigas com os pais... Mas a sua família tem algo diferente: seu pai (François Damiens), sua mãe (Karin Viard) e o irmão são surdos e mudos. É Paula quem administra a fazenda familiar, e que traduz a língua de sinais nas conversas com os vizinhos. Um dia, ela descobre ter o talento para o canto, podendo integrar uma escola prestigiosa em Paris. Mas como abandonar os pais e os irmãos?


E ai, bora cinemar?

O cinema estrangeiro possui certo charme que nos encanta pela sua simplicidade e pela forma que aborda assuntos diversos desde romances homossexuais ate dramas familiares. Atualmente esta apostando em comedia/drama como, por exemplo, Intocáveis. Além do filme o qual vim falar “A família Belier”.

O filme do direto Eric Lartigau conta a historia de uma família que mora na zona rural da França e para sobreviver vendem queijos, bom ate aqui tudo bem o inusitado é o fato de todos serem deficientes auditivos exceto a filha mais velha, Paula, interprete da família que descobre por meio de seu professor de música, curso o qual escolheu para ficar mais perto de um menino que gosta, o dom de cantar e por isso tem a oportunidade de estudar canto em Paris, longe de seus pais.

Essa mescla de comedia e drama faz com que o filme flua, ramificando-se em pequenos dramas como a candidatura do pai de Paula, um tanto mal resolvida, o romance entre ela e Gabriel, se é que pode chamar de romance, pois esse foi um ponto solto do filme. Além da forma que os atores retrarão como é a vida de deficientes auditivos sem ofendê-los.

Contudo, o desfecho nos mostra uma magnífica forma de como é necessário os filhos irem embora e começarem a caminhar com as próprias pernas, cena essa retratada muito bem pela música "Je Vole" de Michel Sardou cantado por Paula. Mostrando-me o ecanto de um verdadeiro músico francês, pois suas músicas são outra marca desse filme. E que um dia posso dizer isso aos meus pais.

"Meus queridos pais
Eu vou embora
Eu amo vocês, mas eu vou embora
Vocês não terão mais a criança
Hoje à noite
Eu não vou fugir. Eu voo"

Trailer: