quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Bookeando #05 - Petrus Logus e o Guardião do Tempo


Título: Petrus Logus e o Guardião do Tempo
Série: Petrus Logus #01
Autor: Augusto Cury
Ano: 2014
Editora: Saraiva
Nota: 4/5

Sinopse: No centro da trama está Petrus, filho do rei Apolo, soberano de Cosmus, um jovem apaixonado pelo conhecimento e sem talento para lutas e embates físicos. Educado pelo sábio Malthus para ser um líder justo e generoso, o príncipe começa a questionar o governo do pai, expondo as injustiças sociais e contestando as posições ditatoriais. Seu senso de justiça o leva a conviver com camponeses, algo proibido para um nobre, e no meio daqueles conhece o verdadeiro amor: a jovem Nátila.
   Sua atitude contestadora o coloca em situações de risco, já que os conselheiros do rei o vêem como uma ameaça à hegemonia do reino e um rebelde que pode fazer o povo se levantar contra os nobres. E, por questionar uma das decisões tomadas por Apolo, Petrus sofre a maior condenação de Cosmus: é obrigado a vestir a temida Máscara da Humilhação.
   A máscara deixa fortes cicatrizes físicas e emocionais no jovem príncipe, mas não o enfraquece. Ao contrário. Para continuar sua luta contra as injustiças, Petrus vai precisar domar uma fera, que mal sabe ele, poderá tanto destruí-lo quanto salvá-lo.

************************************************************************************************************************************


E aí? Bora bookear?

Augusto Cury conseguiu unir os gêneros de auto-ajuda com futuro distópico tornado a obra única. Essa foi a primeira obra do autor que li, e não sei por que só agora. Cury é incrível. Ansioso para o próximo volume da série.

Durante a leitura dois sentimentos em mim prevaleceram: ódio e medo.

Ódio. Porque as atrocidades que o pai de Petrus faz com seu próprio filho são terríveis e como a história toma um rumo dramático e mesmo assim existe uma fina camada de esperança que rege nossos personagens.

Medo. Porque o ambiente pós terceira guerra mundial, criado por Augustu Cury é capaz de causar calafrios. O leitor irá se identificar e questionar a respeito do atual rumo das gerações. O consumo excessivo, a tecnologia, escassez de recursos naturais. As críticas sócias estão presentes a todo tempo e o leitor acaba por perceber que esse futuro pode está bem próximo e não ser tão fantástico assim.

Você se apaixonará por “Petrus Logus” por diversos motivos, pela escrita do Cury, pelos elementos e de longe pela filosofia que o livro traz. O amor pelo próximo, a empatia, o papel do educador e de como ele pode moldar mentes e fazer com que seus alunos alcancem grandes voos, e saber dominar o “leão” que existe dentro de você. Ele não nos deu só entretenimento, mas nos fez pensar.

Só tenho duas críticas em relação ao livro é a falta de desenvolvimento dos personagens secundários e da trama.

P.S. O nome da maioria dos personagens é terminado em “us”, o que remete ao tempo da Roma antiga, e cada qual tem um significado. Basta sabermos qual.

"- Petrus: Não choro por mim, choro por vocês, choro pela humanidade, e também para não perder a esperança de que a raça humana seja viável."